V-Chip: Um Biossensor de Bolso


Um novo dispositivo do tamanho de um cartão multibanco pode permitir testar o nível de insulina, várias outras proteínas, colesterol, infecções bacterianas e virológicas, isto de uma vez só, e apenas com uma gota de sangue.

O biossensor desenvolvido, de nome V-Chip, é rigoroso, barato e de fácil transporte. Estamos perante um aparelho que cabe na palma da nossa mão, e que realiza ensaios que são tipicamente feitos em laboratório, com equipamentos complexos e de grande porte, tais como espectrofotómetro, máquina de fluorescência ou cromatografia.

O V-Chip é constituído por duas finas peças de vidro; entre esses vidros estão localizados
Share:

Gordura influencia decisões das células cerebrais para produção e sobrevivência


Os cientistas do Instituto Karolinska na Suécia identificaram duas moléculas que têm um papel importante na sobrevivência e na produção de células nervosas do cérebro, incluindo as células nervosas produtoras de dopamina. A descoberta, que é publicada na revista Nature Chemical Biology, pode ser significativa, a longo prazo para o tratamento de diversas doenças, tais como a doença de Parkinson.

Os mesmos cientistas mostraram previamente que os receptores conhecidos como "receptores hepáticos X" ou LXR, são necessários para a produção de diferentes tipos de células nervosas, ou neurônios, no desenvolvimento do mesencéfalo ventral. Uns destes tipos de neurônios produtores de dopamina do mesencéfalo desempenham um
Share:

Portugueses criam tecnologia que aumenta eficácia contra câncer de mama


Pesquisadores portugueses desenvolveram uma nanotecnologia que aumenta a eficácia terapêutica da quimioterapia para pacientes com câncer de mama, além de evitar alguns efeitos colateiras provocados pelo tratamento.

A nanopartícula usada para levar o medicamento às células cancerígenas foi desenvolvida no Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) e da Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra.

Na semana passada, a Universidade de Coimbra conseguiu reconhecer nos Estados Unidos a patente da nanopartícula registrada com o nome de Pegasemp™.

Segundo a universidade, a tecnologia transporta o medicamento que mata as células cancerígenas e destrói
Share:

Sem ciência e tecnologia não haverá erradicação da pobreza, diz Dilma


A entrega do Prêmio Jovem Cientista, nesta terça-feira (18), no Palácio do Planalto, foi motivada pela manifestação de apoio do governo e das empresas à ciência. Incluída entre as prioridades estratégicas do governo federal, a área é apontada pela presidenta da República, Dilma Rousseff, como elemento fundamental para a erradicação da pobreza no país.

“Sem ciência, tecnologia e inovação, nós não seremos essa nação desenvolvida e não seremos esse país que sepultou, em definitivo, a pobreza extrema e a pobreza”, afirmou a presidenta. Segundo ela, o Brasil está diante da oportunidade de qualificar a inovação e a ciência no país. “Nós podemos dar um salto fundamental para elevar a competitividade da nossa economia, mas,
Share:

Manipulação na produção de enzima reverte obesidade

Publicado no dia 5 de Dezembro de 2012 na revista Cell Metabolism, este é o primeiro estudo que relaciona a proteína Tyk2 e o tecido adiposo marrom (conjunto de células que acumulam lípidos).

Estudos anteriores já tinham revelado que Tyk2 ajuda a suprimir o crescimento e metástase de câncer da mama, e agora revela que esta proteína pode ajudar a proteger contra a obesidade também.

O grupo internacional de cientistas, liderado por Andrew Larner (Virginia Commonwealth University), conseguiu reverter a obesidade em ratinhos que não expressam a Tyk2, expressando a conhecida proteína e fator de transcrição STAT3, que regula a expressão de um variado
Share:

Menina é curada de leucemia com HIV atenuado


Emma Whitehead, uma garota americana de apenas 7 anos conseguiu se curar de sua leucemia com um tratamento que utiliza o HIV atenuado como parte do tratamento.

Os médicos utilizam uma forma atenuada do vírus para reprogramar geneticamente as células T, responsáveis pela imunidade do organismo, para destruir células cancerígenas. Após o procedimento, as células modificadas foram inseridas no corpo da menina e passaram a se multiplicar de forma muito rápida.

A menina sofria com a doença desde o ano de 2010 e os pais já estavam desacreditados, pois Emma havia tido duas recaídas e o tratamento tradicional pouco poderia ajudar no caso. Foi então que os pais tiveram
Share:

Estudo identifica enzima e linfócito que agravam as lesões cardíacas na fase crônica da doença de Chagas

A cardiopatia chagásica crônica (CCC) é considerada a pior das complicações ocasionadas pela doença de Chagas e acomete pelo menos um terço dos pacientes em algum momento de suas vidas. Identificar os mecanismos de um agravo que pode levar até três décadas para produzir sintomas é tarefa árdua para pesquisadores da área. Após 14 anos de estudos desenvolvidos no Laboratório de Biologia das Interações do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), a equipe liderada pela pesquisadora Joseli Lannes aponta o linfócito T CD8 e a enzima óxido nítrico sintase (iNOS) como agravantes da cardiopatia. Ambos são produzidos pelo corpo após a infecção pelo parasita Trypanosoma cruzi e suas funções permaneciam incertas para a comunidade científica até
Share:

Imagem direta de dupla hélice do DNA é capturada


As primeiras imagens diretas do DNA de dupla hélice foram capturadas usando microscopia eletrônica.

Em um estudo publicado no Jornal NanoLetters, Enzo di Fabrizio, chefe do Departamento de Nanoestruturas da Universidade de Gênova, e sua equipe conseguiram tirar uma foto da estrutura que antes só tinha sido observada indiretamente usando cristalografia de raios X.

A natureza frágil do DNA significa que a energia de elétrons pode destruir cadeias simples de modo que a hélice só pode ser observada através das “cordas” do DNA, essa minúscula corda de material genético constituído por vários fios entrelaçados.
Share:

Ética, bioética, biopolítica e biopoder (parteI)


O termo "bioética" foi utilizado pela primeira por Potter (Potter, 1970). Este termo se refere aos problemas de desenvolvimento de tecnologias sem precedentes, ela se representa para um mundo em crise de valores.

E para superar o buraco existente entre Ciência / Tecnologia e Humanidades . Esse buraco está enraizado na enorme assimetria entre o desenvolvimento tecnológico atual que pode dar poder ao homem de manipular a privacidade das pessoas e alterar o meio ambiente, muitas vezes sem um critério logico/racional.

A bioética surge assim como uma tentativa de estabelecer uma ponte entre a ciência experimental e humanidades (Potter, 1971).
Share:

A Era da Epigenética


E se Lamarck não estivesse assim tão errado?

A Epigenética é o ramo da Genética que estuda, de uma forma geral, a forma como os genes estão ativos ou silenciados, de acordo com os fatores externos/ambientais, tais como estilo de vida, stress, nutrição, clima, etc, não envolvendo modificações na sequência do DNA.

Existem dois principais processos responsáveis pela expressão gênica, sendo eles a metilação do DNA e a modificação da cromatina. No primeiro caso tratasse de um processo através do qual um grupo metil é adicionado à base de um nucleótido, e o segundo consiste nas alterações que podem afetar a seleção de genes
Share:

Profissionais de biotecnologia: atualidade e perspectivas


Um profissional de biotecnologia é todo pessoal disposto e capaz de atuar diretamente em qualquer segmento da biotecnologia, quer seja formado em ensino superior ou técnico, havendo distinição apenas nos cargos que serão ocupados de acordo com a formação. Encaixam-se nessa definição:

Biotecnólogos – Formação em Curso Superior Tecnológico de Biotecnologia;
Biotecnologistas – Formação em Curso Superior do tipo Bacharelado em Biotecnologia;
Engenheiros de Bioprocessos – Formação em Curso Superior de Engenharia de Bioprocessos;
Engenheiros de Biotecnologia – Formação em Curso Superior de Engenharia de
Share:

Quorum Sensing um potencial biotecnológico


Que as bactérias comunicam entre si, já não é novidade. Chama-se a este fenômeno quorum sensing (QS), que consiste na síntese de moléculas sinalizadoras conhecidas como autoindutores. É um processo complexo que regula comportamentos microbianos importantes, tais como: competência celular, biofilme, esporulação, bioluminescência e stress.

As moléculas de sinalização envolvidas no QS regulam vários conjuntos de genes, em várias “cascatas” de sinalização. A utilização destas moléculas tem uma potencial aplicação no campo da biotecnologia, incluindo a produção de produtos bioquímicos, diagnóstico e terapêutica de doenças, medicina regenerativa
Share:

Interações medicamentosas mais frequentes entre os psicofármacos


Interações medicamentosas são alterações produzidas na eficácia de um fármaco através da ingestão concomitante de outro fármaco (Interação do tipo medicamento-medicamento) ou do consumo de determinado alimento (Interação do tipo alimento-medicamento).

Portanto esta interação pode reduzir a eficácia de um dos fármacos ou potencializá-lo. Todavia nem sempre as interações são maléficas, em alguns casos podem ser benéficas.

Esta pesquisa trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa, realizada no período de janeiro a fevereiro de 2011. A execução da coleta de dados foi analisando 131 prescrições médicas de pacientes
Share:

Você quer mesmo ser cientista?

Vamos fazer as devidas ressalvas primeiro, antes que a polícia de plantão venha me dizer que estou fazendo um desserviço à ciência brasileira. É claro que gostaria de ver mais jovens se tornarem cientistas, e quero contribuir para isso. Mas decidi que faz parte do meu trabalho de divulgação científica tornar público e notório como é se tornar cientista no Brasil. Meus objetivos aqui são promover a conscientização das pessoas sobre a realidade da carreira de um cientista e, quem sabe, gerar com isso um certo espanto e revolta; e contribuir para que a escolha dos jovens por uma carreira em pesquisa seja consciente, apesar de tudo o que vem a seguir. Mas, sobretudo, o que eu gostaria é de gerar indignação suficiente para fazer a carreira de cientista (1) passar a existir de fato, e (2) ser
Share:

Pesquisa demonstra maior frequência de ansiedade em pacientes com Fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome dolorosa não-inflamatória, caracterizada por dores musculares difusas, fadiga, distúrbios de sono, parestesias, edema subjetivo, distúrbios cognitivos e dores em pontos específicos sob pressão (pontos no corpo com sensibilidade aumentada) (Portal Banco da Saúde, 2008). 

Neste estudo, pesquisadores da Universidade de São Paulo identificaram a afluência de sintomas depressivos e ansiosos, investigando sintomas atuais de depressão e ansiedade nos Fibromiálgicos.

A reação de ansiedade está normalmente presente quando a dor é desencadeada. A fibromialgia, por ser uma doença de etiologia desconhecida, de cura incerta e tendo a dor
Share:

Produção de bioetanol a partir de resíduos de alfarroba


O Brasil e os Estados Unidos são os maiores produtores mundiais de bioetanol, onde juntos representam cerca de 62% de toda a produção mundial, sendo a cana-de-açúcar e o milho, respectivamente, as matérias-primas utilizadas na fermentação. No entanto, na Europa também já se começa a estudar o desenvolvimento de fontes energéticas renováveis e menos poluentes, para que possamos ter a nível global uma alternativa economicamente viável aos combustíveis fósseis.

Na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve, em Portugal, tem-se desenvolvido estudos na produção de bioetanol, usando como fonte de carbono – e aqui entra a novidade – resíduos industriais de alfarroba. Estamos, portanto, perante um
Share:

Clonagem de pele uma esperança real para queimados


A sul-africana Pippie Kruger, de apenas 3 anos, já estava a ponto de ser desenganada, quando foi submetida a uma cirurgia inédita na África. A menina, que teve 80% do corpo queimado durante um incêndio ocorrido em sua casa, sobreviveu ao ter a pele removida e, posteriormente, reconstituída.
Durante o procedimento, feito pela primeira vez na África do Sul e no continente africano, dois pequenos pedaços da pele de Pippie, que não haviam sido afetados pelo fogo, foram retirados e clonados em um laboratório dos Estados Unidos.
Hoje, após cinco paradas cardiorrespiratórias e 45 cirurgias plásticas, Pippie está de volta ao convívio familiar.

Share:

Nova técnica para vacina contra a aids é destaque na revista Nature


Uma nova técnica que pode levar à produção de vacina contra a aids, desenvolvida com a participação de cientistas do Instituto Oswaldo Cruz, é destaque na edição da revista Nature, uma das mais conceituadas publicações científicas do mundo. A descoberta leva a uma nova abordagem no combate à doença, a partir do estudo de casos de pessoas que contraíram o vírus HIV mas nunca adoeceram.

O foco do estudo, liderado pelo pesquisador David Watkins, é a célula T CD8, um organismo conhecido como célula matadora, encarregada de eliminar do corpo vírus e outros componentes invasores. Em algumas pessoas, a T CD8 tem a capacidade de matar as células CD4
Share:

Implante de telescópio em olho cego faz mulher enxergar


Uma americana conseguiu voltar a enxergar após receber um implante, de um " telescópio" da dimensão de uma ervilha no olho.

A mulher tem 89 anos, ela sofria de degeneração macular relacionada à idade, uma das principais causas de cegueira, passou pelo procedimento no University of California Davis Medical Center, nos EUA, em maio desse ano.

A degeneração macular danifica a retina e causa um ponto cego no campo central de visão de uma pessoa. A causa exata da doença é desconhecida, mas ela se desenvolve conforme o olho envelhece.

A mácula é composta por milhões de células fotossensíveis que fornecem visão central
Share:

Bactérias que transformam produtos químicos tóxicos em ouro puro


Pesquisadores Universidade de  Michigan  descobriram bactérias com a notável capacidade de transformar compostos químicos tóxicos em ouro 24 quilates. A descoberta, detalhada em uma exposição de arte e biotecnologia chamada "a grande obra do amante do metal", é descrito pelo pesquisador Adam Brown como a moderna "neo-alquimia."

A bactéria Cupriavidus metallidurans, possui a habilidade única de sobreviver em ambientes extremamente tóxicos. Alguns anos atrás, os pesquisadores descobriram as bactérias que crescem em pepitas de ouro na Austrália.

Kazem Kashefi, professor assistente de microbiologia e genética molecular, e Adam Brown,
Share:

Impressoras que produzem tecido humano em 3D


Em cerca de uma dezena de laboratórios de grandes universidades e de empresas, cientistas estão trabalhando para descobrir maneiras de imprimir tecidos humanos vivos, na esperança de um dia conseguir produzir partes personalizadas de corpos e implantes sob encomenda. Apesar de ainda estarem longe de ser utilizadas clinicamente, essas experiências relacionadas à engenharia de tecidos humanos representam o próximo passo em um processo batizado de fabricação adaptativa computadorizada, no qual designers industriais produzem protótipos personalizados e partes acabadas de corpos utilizando impressoras 3D de baixo custo.
Share:

Método mais eficiente de diagnóstico da leucemia


Um novo método desenvolvido por pesquisadores brasileiros e norte-americanos permitirá mais rapidez e precisão no diagnóstico da leucemia e melhorará o monitoramento da resposta do organismo ao tratamento de quimioterapia.

Participaram do estudo dois cientistas brasileiros do Centro de Terapia Celular (CTC) da Universidade de São Paulo (USP) e mais cinco dos institutos nacionais de Saúde dos Estados Unidos.

Hoje, para o diagnóstico de câncer, os laboratórios citogenéticos analisam as alterações estruturais dos cromossomos nas células. Com o método, as células são examinadas uma a uma no microscópio, permitindo a análise de apenas 20 delas. O novo
Share:

Células-tronco podem ajudar no tratamento da surdez

As células-tronco embrionárias podem ser direcionadas para formar o som de detecção de células nervosas nas orelhas internas de ratinhos surdos.

A surdez é frequentemente o resultado da perda de células nervosas especializadas chamadas células capilares e neurónios do gânglio da espiral da cóclea, a parte do ouvido interno que converte as vibrações em sinais nervosos que cérebro entende como sons. Até agora, ninguém foi capaz de substituir os dois tipos de células nervosas.

Pesquisadores da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, desenvolveram uma forma de fazer células estaminais embrionárias humanas seguir os mesmos passos que os
Share:

Senado aprova imunização de meninas contra o HPV

A CAS também aprovou ontem projeto da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) que estabelece a imunização de meninas de 9 a 13 anos contra o papilomavírus humano (HPV), pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  Como foi aprovado na forma de substitutivo, o projeto será submetido à votação em turno suplementar.

O texto inicial do projeto (PLS 238/11) prevê ­imunização para as mulheres de 9 a 40 anos. O substitutivo da relatora da matéria, senadora Marta Suplicy (PT-SP), porém, redefiniu para 9 a 13 anos o grupo prioritário para vacinação contra o HPV.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), argumentou a relatora, a vacinação em meninas nessa faixa etária é mais eficaz e
Share:

Cientistas africanos anunciam novo remédio contra a malária


Cientistas da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, anunciaram o desenvolvimento de um novo remédio para combater a malária. Sem nome comercial, é apresentado pela sigla MB 390048.

O medicamento promete combater os cinco tipos conhecidos da doença com um único comprimido, tomado uma só vez. Testes realizados em animais mostram que o micro-organismo causador da malária, o protozoário chamado Plasmodium, desapareceu do organismo após uma só dose do produto. E o medicamento ainda impede que o mosquito Anopheles transmita o mal a outras pessoas depois de picar alguém infectado.

Em 2010, a Organização Mundial da Saúde, órgão ligado a ONU, registrou 216 milhões de casos em todo o mundo. A malária causa, entre outras coisas, febre, mal-estar, fortes calafrios e anemia. Sem o tratamento adequado, que deve ter início logo após aparecerem os primeiros sintomas, a doença pode levar
Share:

Botijão de gás feito de fibra de vidro é testado no Brasil


Cerca de 12 mil consumidores das regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, de São Paulo e Porto Alegre estão testando novas embalagens de botijões de gás liquefeito de petróleo (GLP) feitas de fibra de vidro termoplástico e polietileno de alta densidade, mais leves que as tradicionais embalagens de aço. O produto é inédito no Brasil e foi trazido ao país pela Liquigás Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Os testes começaram a ser feitos em fevereiro.

De acordo com o diretor de GLP Envasado da Liquigás, Paolo Ditta, a nova embalagem, batizada pela empresa de LEV, é uma inovação no mercado brasileiro. O novo botijão já é sucesso nos mercados americano, europeu e asiático. Ele se destina, principalmente, ao consumidor residencial “e também a consumidores específicos, para os quais o peso, o material e as dimensões do
Share:

CONCEA cria novas normas para uso ético de animais em pesquisas


As instituições que fazem pesquisas utilizando animais terão prazo de um ano para adaptação a uma série de normas fixadas pelo Conselho Nacional de Controle Animal (Concea) para o funcionamento das comissões de ética. As regras foram publicadas no Diário Oficial da União, Seção 1, na edição do dia 5. A resolução normativa fixa o funcionamento das comissões e determina o cumprimento de medidas regulamentadas há quatro anos.

O uso de animais em pesquisas é um tema polêmico e estimula debates no Brasil e no exterior. No Brasil, não há dados oficiais sobre o total de animais utilizados nas pesquisas. Porém, os mais utilizados são os ratos e os camundongos, seguidos de coelhos, hamsters e aves.

Pela resolução, as comissões de ética devem ter entre os membros médicos veterinários, biólogos e
Share:

Finalizado o Supermapa do genoma humano

Uma das mais relevantes descobertas do estudo indica que 80% do código genético, antes conhecido como junk DNA (DNA lixo, em tradução livre), tem, sim, papel importante no desenvolvimento e na manutenção do corpo humano.

Até então, acreditava-se que apenas uma parcela mínima do DNA - cerca de 2% - era funcional, sendo que o restante era considerado descartável.

Essa parcela majoritária do código genético, segundo os cientistas, pode trazer dados mais específicos de diversas doenças, o que pode implicar em novos e mais efetivos tratamentos.

"Está claro que o genoma tem uma parte biologicamente ativa muito maior do que se pensava", afirmou o dr. Ewan Birney, do Instituto de Bioinformática em Cambridge, que liderou o mapeamento.
Share:

Alimentos orgânicos e uma nova versão


Para os agricultores orgânicos, uma má notícia vem aos montes esta semana. Cultivos orgânicos parecem não ser mais nutritivos do que os convencionais, e também não são necessariamente melhores para o planeta.

A agricultura orgânica evita pesticidas sintéticos e fertilizantes, e supostamente, produz mais alimentos nutritivos contendo menos contaminantes nocivos. Cristal Smith Spangler da Universidade de Stanford na Califórnia, e colegas juntaram 237 estudos que comparam alimentos orgânicos e não-orgânicos.

Eles encontraram pouca evidência de que o alimento orgânico é mais nutritivo. Alimentos convencionais continham mais pesticidas, mas estavam dentro dos limites permitidos.
Share:

Usuários de cannabis mostram declínio neuropsicológico (QI)


Relatórios recentes mostram que menos adolescentes acreditam que o uso de cannabis regularmente é prejudicial à saúde. Concomitantemente, os adolescentes estão iniciando o consumo de cannabis em idades mais jovens, crianças e adolescentes estão usando cannabis em uma base diária.

Um estudo provou que os adolescentes que fumam cannabis com regularidade acabam por prejudicar permanentemente a sua inteligência

O estudo, que foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, teve como base o seguimento de mais de 1000 pessoas durante 25 anos (18, 21, 26, 32, 38) permitindo comparar o quociente de inteligência (QI) dos participantes consumidores e dos não consumidores de cannabis aos 13 anos de idade e aos 38 anos.

Madeleine Meier, autora principal da investigação e psicóloga na Universidade de Duke, na Carolina do Norte, explica que os consumidores regulares de cannabis na adolescência revelaram, em média, uma queda
Share:

Investimento em inovação precisa estar enraizado na política de desenvolvimento industrial, dizem especialistas


A inovação tecnológica é um caminho que ainda não foi explorado devidamente no Brasil, disse à Agência Brasil o presidente da Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec), Luiz  Antonio Antoniazzi.

Para ele, trata-se de uma questão “até cultural. É uma cultura que já deveria ter sido desenvolvida há algumas décadas”. Foi o que ocorreu na Coreia do Sul, por exemplo, onde “a questão da inovação passou a impregnar toda a sociedade, com forte investimento em educação”. O presidente da Cientec destacou que, hoje, o crescimento da Coreia é sustentado pela inovação tecnológica.

“O Brasil despertou para isso tardiamente”, opinou Antoniazzi, para quem as chances de reverter esse quadro estão na incorporação da inovação nas políticas públicas em geral. “A inovação há de ser o grande farol na implementação da política industrial do país e em cada um dos estados”.
Share:

Células estaminais de melanoma identificadas em novo estudo


As células estaminais cancerosas são definidas por três capacidades: a diferenciação, a auto-renovação e a sua capacidade para propagar um tumor. Essas células estaminais resistem à quimioterapia e muitos investigadores postulam o seu papel na recaída. Um estudo no Centro de Câncer da Universidade do Colorado recentemente publicado na revista Stem Cells, mostra que células de melanoma com essas habilidades são marcadas pela enzima ALDH e imagina novas terapias para atingir células com ALDH, potencialmente as criadoras de câncer mais perigosos .

"Nós vimos ALDH como um marcador de células estaminais em outros tipos de câncer, mas não no melanoma, e até agora a sua função tem sido amplamente desconhecida", diz o autor sénior do estudo, Mayumi Fujita, MD, PhD, Investigador do Centro de Câncer e professor associado do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da UC.
Share:

Cientistas constroem nanorrobô com moleculas de DNA


A nanotecnologia (algumas vezes chamada de Nanotech) é o estudo de manipulação da matéria numa escala atômica e molecular, compreendendo entre 1 a 100 nanômetros (escala atômica) e incluí o desenvolvimento de materiais ou componentes associados a diversas áreas (medicina, eletrônica, ciência da computação, física, química, biologia e engenharia de materiais) (Wikipédia, 2012).

O novo sistema funciona como um “nanocargueiro” que é capaz de transportar carga até células individuais e influenciar o comportamento delas.

O nanocargueiro pode levar doses diferentes de moléculas a células específicas, tal capacidade poderá ser utilizada para melhorar os sistemas atuais de transporte de medicamentos.

Para montar o protótipo os cientistas empregaram a técnica conhecida como Origami de DNA – que
Share:

Técnica do polimorfismo por RFLP

Dentre as diversas técnicas da Biologia Molecular, o polimorfismo por RFLP (Restriction Fragment Length Polymorphism), rusticamente traduzido como ‘Polimorfismo no Comprimento do Fragmento de Restrição, é uma técnica bastante utilizada para o estudo do genoma, pois indivíduos diferentes possuem sequências de nucleotídeos diferentes ao longo da fita de DNA.

Nesta técnica utilizam-se enzimas de restrição que cortam o DNA em pontos específicos, gerando fragmentos de diferentes tamanhos que são separados e visualizados em forma de bandas.

A separação é feita por eletroforese, na qual os fragmentos de DNA são colocados em um gel de agarose e expostos a cargas elétricas, positivas de um lado e negativas do outro, onde eles migram de acordo com seu tamanho. Assim, fragmentos menores migram mais rápido que os maiores. Eles também migram de acordo com sua carga elétrica, o DNA, por possuir carga negativa em pH neutro, migra em direção ao ânodo.

A visualização pode ser feita com brometo de etídio, coloração por prata, material radiativo ou Southern blot.
Share:

A espera por resultados sobre o algodão transgênico brasileiro


Os produtores terão que esperar, ao menos, seis meses para confirmar as apostas no aumento de produtividade e qualidade do algodão com o uso da nova variedade transgênica, aprovada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). Depois de um ano em análise, a tecnologia comercialmente denominada de Bollgard II Roundup Ready Flex promete tanto resistência às pragas, como a lagarta rosada, quanto a tolerância ao glifosato, o que permite aplicação em várias fases do cultivo do algodão.
Essa é a 12ª variedade transgênica aprovada pelo órgão técnico para a produção algodoeira no país. O presidente do Instituto Matogrossense do Algodão (IMA), Álvaro Salles, acredita que a nova tecnologia será uma solução mais barata e menos restrita do que as usadas anteriormente. Segundo Salles, atualmente, poucos produtores de algodão aplicam produtos como a soja Roundup Ready (RR) que tem o uso restrito à fase inicial do cultivo. Já em
Share:

Recordes olímpicos desafiam a ciência


Vídeo produzido pela rede Record de televisão
Share:

Câncer de cólon ligado a E.Coli


Cientistas da Universidade de Liverpool dizem ter identificado um tipo de bactéria E. coli, que pode incentivar o desenvolvimento de câncer de cólon.
Esta equipe de Liverpool demonstrou anteriormente que pessoas com câncer do cólon e com doenças inflamatórias do intestino, doença de Crohn e colite ulcerosa, têm um elevado número de um tipo viscoso de E. coli no seu cólon.

A equipe diz agora que a bactéria E. coli, a qual transporta os genes de PKS que codificam uma toxina que danifica o DNA nas células do revestimento do intestino, são mais comuns no cólon de pacientes que têm a doença inflamatória do intestino e câncer de cólon do que aqueles que não têm estas condições. Aproximadamente dois terços dos pacientes com câncer de cólon possuem estas E. coli, comparando com um em cada cinco dos pacientes com um cólon saudável.
Share:

Brasil desenvolve plantas transgênicas resistentes à seca


A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), busca desenvolver variedades geneticamente modificadas de cana-de-açúcar, soja, milho, arroz e trigo com o objetivo de reduzir os riscos em decorrência das mudanças climáticas. A pesquisa promete reduzir os custos na lavoura e contribuir na preservação do meio ambiente.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Eduardo Romano, os resultados até o momento são promissores. "Isolamos um gene relacionado à resistência ao estresse hídrico e o introduzimos em plantas modelo. Estas se tornaram altamente tolerantes à seca. As plantas não modificadas sobreviveram apenas 15 dias sem água enquanto que as plantas que receberam o gene sobreviveram mais de 40 dias. Agora estamos introduzindo este gene nas culturas comerciais. Esse é um processo que será
Share:

Controlando neurônios com a luz


Cientistas querem controlar neurônios com luz, estudos feitos em macacos poderá futuramente ser realidade medica para as doenças em seres humanos.

Controlar o comportamento de um macaco com uma luz azul. Esse feito pode parecer esdrúxulo para quem não entende o seu significado.

A alteração comportamental de macacos com feixes de luz já se trata de um grande avanço. Os primatas analisados não deram um pulo orquestrado pela luz azul dos cientistas, porém, de forma mais sutil, apresentaram a reação esperada. Dois macacos haviam sido treinados para olhar em direção a uma tela quando recebessem determinado estímulo. Após a aceleração de seu circuito neuronal por meio do feixe de luz, eles realizaram a tarefa com maior agilidade. Antes, a optogenética havia tido resultados comportamentais apenas com animais menores, como camundongos.
Share:

Nanopartículas e a nova opção para fármacos


A Universidade da Flórida Central, descobriu nanoparticulas de uma forma um pouco inesperada.
O estudante Soroush Shabahang conseguiu-as através do calor e pode estar abrindo uma nova teoria para a produção de fármacos.

Foi “sem querer” que Shabahang fez a descoberta, tentando criar fibras de vidro com calibre mais fino, ao aquecer a fibra ela se quebrou formando as minúsculas esferas.

A técnica baseia-se em calor para quebrar as fibras de fundição em gotas esféricas. Imagine água escorrendo de uma torneira. Fibras de vidro ou fibras óticas são mais conhecidas como os cabos cilíndricos que transmitem informações digitais através de longas distâncias. Os cientistas vêm procurando maneiras de melhorar a pureza das fibras de vidro para permitir uma mais rápida, e ininterrupta transmissão das ondas de luz.
Share:

Circuitos neuronais em laboratório

O sistema nervoso detecta estímulos externos e internos, tanto físicos quanto químicos e desencadeia as respostas musculares e glandulares integrando o organismo com o ambiente. Ele é formado, basicamente, por células nervosas – os neurônios – que se interconectam de forma específica formando os chamados circuitos neurais.
É através desses circuitos que o organismo é capaz de produzir respostas padronizadas, tais como os reflexos, ou então, produzir comportamentos variáveis e complexos de acordo com a aprendizagem estímulo-resposta através da propriedade denominada plasticidade neuronal.

O neurônio é composto de três partes principais: um corpo celular, os dendritos e um axônio. São justamente os axônios e dendritos os responsáveis pelas ligações de célula a célula na composição dos referidos circuitos neuronais.

Cada neurônio componente dessa rede é uma célula eletricamente excitável que processa e transmite informações ao longo de todo o circuito.
Como os neurônios apresentam dimensões da ordem de milionésimos de milímetro o desafio associado à
Share:

Câncer de pele identificado em peixes


Câncer de pele semelhante ao humano encontrado em peixes selvagens
Talvez esteja na altura de os peixes começarem a usar protetor solar. Um estudo recente descobriu, pela primeira vez, câncer de pele em peixes selvagens, especificamente em várias espécies de trutas e coral, na Grande Barreira de Corais da Austrália. As lesões e manchas parecem ser uma versão escamosa do cancer de pele humano, não estando ainda claro se estes animais são impróprios para consumo.

Os cientistas sabem como provocar câncer de pele em peixes, em laboratório. Criam um “swordtail” e um “platyfish”, ambos animais de estimação comuns, para originar crias que são mais sensíveis à luz ultravioleta.

A causa é genética, “platyfish” possuem um oncogene e um regulador desse gene que o controla, enquanto que os “swordtails” não o possuem. Quando os filhos, por vezes, herdam apenas o oncogene mas não o seu regulador, há um significativo aumento da incidência de vários tipos de câncer.
Share:

Proteínas fluorescentes ajudam diagnósticos


Proteínas fluorescentes permitem conhecer melhor o sistema nervoso e são avanço em pesquisas sobre doenças psiquiátricas

Genes que conferem aos neurônios tons fluorescentes de vermelho, amarelo e ciano foram inseridos em ratos, permitindo uma melhor visualização do que acontece entre os neurônios: quais são seus campos? Como eles se ligam? Essas são algumas das perguntas que Jeffrey Lichtman, Jean Livet e Joshua Sanes querem responder. Ao ativar proteínas fluorescentes nas três cores citadas, os pesquisadores podem criar noventa tonalidades diferentes, número bem superior ao que é possível com a marcação fluorescente atual, criando imagens do
Share:

Pílulas que monitoram você por dentro



Microchips embutidos em drogas poderão em breve contar aos médicos se o paciente está tomando a medicação conforme prescrito. Estes sensores são os primeiros dispositivos ingeríveis aprovados pela Food and Drug Administration EUA (FDA). Para alguns, elas significam o início de uma era na medicina digital.

"Cerca de metade de todas as pessoas não tomam medicamentos como eles deveriam", diz Eric Topol, diretor do Scripps Translational Science Institute em La Jolla, Califórnia. "Esse dispositivo pode ser uma solução para esse problema, de modo que os médicos podem saber quando o paciente toma sua medicação."
Share:

H3N8 o vírus da foca


Um grupo de cientistas identificou uma nova estirpe do vírus da gripe que já matou mais de 160 focas bebês ao largo da costa Nordeste dos Estados Unidos e que se teme que venha a ter também consequências nos humanos.

A nova estirpe do vírus H3N8, segundo os investigadores da Escola de Saúde Pública de Mailman da Universidade de Columbia, parece derivar de uma outra forma que circulava nas aves, mas que agora atingiu estes mamíferos marinhos em Nova Inglaterra. As análises aos corpos que deram à costa permitiu perceber que as focas – quase todas com menos de seis meses – tinham pneumonias graves.
Share:

Biotecnologia torna agronegócio mais competitivo

Fruticultores potiguares encontram no manejo e no melhoramento genético a forma de ampliar produção.

Plantações a perder de vista por praticamente todo o Rio Grande do Norte, principalmente, nas regiões Oeste, Alto-Oeste, Seridó e Zona da Mata. Assim é o cultivo de cajueiro para obtenção da castanha, considerada a principal pauta de exportação potiguar. Nos seis primeiros meses do ano, a cajucultura negociou no comércio exterior 22,9 milhões de dólares, relativos à produção de 2,9 mil toneladas de amêndoas. Com as frutas frescas, acontece o mesmo. No caso do melão, o Estado produziu e vendeu nesse período 22,5 mil toneladas, o equivalente a quase 14 milhões de dólares, segundo cálculo do Centro Internacional de Negócios (CIN).
Share:

Droga consegue eliminar HIV latente


Investigadores da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill publicaram uma pesquisa pioneira demostrando o efeito de uma droga usada para tratar certos tipos de linfoma sendo capaz de desalojar o vírus escondido em pacientes que estavam a receber tratamento para o HIV.

A existência de reservatórios de HIV/SIDA latente persistentes no sistema imunológico que não são atacados por drogas anti-AIDS/SIDA é considerada uma das principais razões que leva ao reaparecimento da infeção quando os pacientes paravam de tomar a medicação. A interrupção e a depuração desses reservatórios são fundamentais para encontrar uma cura para a AIDS/SIDA.
Share:

Cientistas criam o primeiro pâncreas 3-D in vitro


O modelo 3-D microscópio permitirá aos investigadores ver como se desenvolve o câncer do pâncreas.

Os cientistas em Toronto criaram um minúsculo modelo órgão 3-D in vitro dos ductos pancreáticos para ajudá-los a realizar pesquisas sobre o câncer do pâncreas - um dos mais letais e menos compreendidos de todos os cancros. Este modelo inovador de órgãos em 3-D pode levar a novas maneiras de detetar e tratar o câncer do pâncreas, que tem uma taxa de sobrevivência muito baixa, sendo que apenas 6% dos pacientes sobrevivem cinco anos após o diagnóstico.

Pacientes com câncer pancreático têm um prognóstico muito reservado, pois o câncer causa poucos sintomas até atingir a sua fase final, altura em que já é intratável. É também particularmente agressivo, espalhando-se mais rapidamente do que muitos outros tipos de câncer. Os cientistas sabem muito pouco sobre o que faz e continua a ser um dos cancros menos financiados e estudados.

Com $200.000 (cerca de 165.000€ ou R$410.000) da Sociedade Canadense de Câncer, Dr. Senthil
Share:

Células estaminais rejuvenescem células cardíacas envelhecidas


Tecido cardíaco danificado e envelhecido de pacientes idosos com insuficiência cardíaca foi rejuvenescido através de células estaminais pluripotentes modificadas por cientistas, segundo a pesquisa apresentada nas Sessões Científicas 2012 da Associação de Ciências Cardiovasculares Básicas. O estudo foi publicado, simultaneamente, no Jornal do Colégio Americano de Cardiologia.

Segundo os investigadores, a pesquisa pode um dia levar a novos tratamentos para pacientes com insuficiência cardíaca.

"Como os pacientes com insuficiência cardíaca normalmente são idosos, suas células-tronco cardíacas não são muito saudáveis", disse Mohsin Sadia, Ph.D., um dos autores do estudo e investigador em pós-doutoramento no Instituto do Coração da Universidade do Estado de San Diego, em San Diego. "Nós modificamos essas células-tronco obtidas através de biopsia e as tornando mais saudáveis. É como voltar atrás no tempo para que essas células possam crescer novamente.”
Share:

Nova esperança para as doenças neurodegenerativas


Investigadores avançaram mais um passo para encontrar um tratamento para a fatal desordem neurodegenerativa Machado-Joseph (DMJ), após uma equipe de portugueses do Centro de Neurociências da Universidade de Coimbra serem capazes de deter a degeneração cerebral em ratos, bloqueando uma molécula chamado calpaína. A calpaína é conhecida por cortar a ataxina-3 (a proteína mutante que provoca DMJ) em fragmentos, e o estudo, que será publicado na revista Brain, prova que estes fragmentos são cruciais para desencadear a neurodegeneração.

Se o trabalho puder ser repetido em pacientes - e os resultados preliminares do mesmo estudo sugere que pode - as drogas para bloquear a calpaína podem-se tornar no primeiro tratamento capaz de parar DMJ.
Share:

Chip diagnostica malária e doença de Chagas


Um chip de poucos centímetros, mas que pode fazer o trabalho de um laboratório inteiro, é a aposta de cientistas brasileiros para o diagnóstico rápido e barato de três doenças que afetam principalmente a população pobre do Brasil e do mundo: malária, leishmaniose e Chagas.

Basta uma gota de sangue para que o dispositivo, criado por cientistas do Instituto de Física da USP de São Carlos, consiga detectar se alguém está infectado. O resultado está pronto em poucos segundos.

Hoje em dia, os testes de laboratório são a principal forma de diagnóstico destas doenças.
Share:

Facebook

Sobre

Blog Archive