Implante de telescópio em olho cego faz mulher enxergar


Uma americana conseguiu voltar a enxergar após receber um implante, de um " telescópio" da dimensão de uma ervilha no olho.

A mulher tem 89 anos, ela sofria de degeneração macular relacionada à idade, uma das principais causas de cegueira, passou pelo procedimento no University of California Davis Medical Center, nos EUA, em maio desse ano.

A degeneração macular danifica a retina e causa um ponto cego no campo central de visão de uma pessoa. A causa exata da doença é desconhecida, mas ela se desenvolve conforme o olho envelhece.

A mácula é composta por milhões de células fotossensíveis que fornecem visão central
detalhada. Ela é a parte mais sensível da retina, localizada na parte de trás do olho.

A retina rapidamente transforma a luz em sinais elétricos e envia esses sinais elétricos ao cérebro através do nervo óptico. O cérebro converte os sinais elétricos em imagens.

Se a mácula estiver danificada, muitos pontos nestas imagens não ficam claros.

O implante telescópico restaura visão dos pacientes projetando imagens sobre uma porção danificada da retina.

Isso torna possível aos pacientes voltar a ver o rosto das pessoas e os detalhes de objetos localizados em frente deles. No entanto, os pacientes precisam receber treinamento para "ensinar" o seu cérebro a usar o telescópio, que só é implantado em um olho.

Assim, o paciente usa o olho com o implante para leitura e enxergar de perto, e seu olho normal sem tratamento para andar e ver objetos mais longe.
Bane é a primeira de uma lista de 50 pessoas que se voluntariaram nos Estados Unidos para receber o implante.

"A visão da paciente vai continuar melhorando com o tempo, conforme ela recondiciona seu cérebro para enxergar", afirma o professor de oftalmologia Mark Mannis.

A equipe acredita que o procedimento pode ser tornar rotina no tratamento de condições oftalmológicas no futuro.

Texto: Bruna Quintino
Fontes: DailyMail, GizModo e FoxNews

Share:

Facebook

Sobre