Suplementos de Vitamina C ligados a pedras nos rins


Um estudo efetuado pelo Karolinska Institutet mostra que os homens que tomam suplementos de vitamina C regularmente correm um maior risco de desenvolver pedras nos rins. O estudo, no entanto, não observa um aumento no risco de obter pedras nos rins com o consumo de suplementos multivitamínicos, pois contêm concentrações mais baixas de vitamina C.

A pesquisa é baseada nos dados de um estudo populacional de homens na Suécia, em que foram monitorizados durante 11 anos. Um total de 23.355 homens foi identificado como não tendo histórico de pedras nos rins e que nunca tomaram suplementos alimentares ou suplementos de vitamina C.
Durante o estudo, 436 dos participantes desenvolveram pedras nos rins
necessitando de atenção médica. Os pesquisadores depois compararam o risco de pedras nos rins em homens que tomaram vitamina C sem qualquer recurso a suplementos. A análise foi novamente repetida para homens que tomaram multivitamínicos.

Os resultados do estudo indicam que homens que tomam suplementos de vitamina C (normalmente 1000 mg por comprimido) são duas vezes mais propensos a desenvolver pedras nos rins do que os homens que não tomam suplementos alimentares. O risco foi também verificado no aumento da frequência de administração do suplemento de vitamina C. Não ficou comprovada a associação do uso regular de multivitamínicos com o risco de pedras dos rins.

Os investigadores acreditam que a dose e a combinação de nutrientes com a qual a vitamina C é ingerida são fatores importantes a ter em conta. Por esta razão, o aumento observado do risco não se aplica a uma ingestão normal de vitamina C a partir de frutas e vegetais. Na Suécia, o teor de vitamina C de suplementos é geralmente 1,000 mg por comprimido, sendo considerado uma dose mais elevado do que se for obtida através dos alimentos.

"Como em todos os estudos, os resultados devem ser confirmados por outros estudos para ter mesmo a certeza", diz o líder do estudo Agneta Åkesson, Professor Associado do Instituto Karolinska Institutet de Medicina Ambiental. "Também não podemos dizer nada sobre se as mulheres correm o mesmo risco que os homens. Mas dado que não há benefícios bem documentados em tomar altas doses de vitamina C sob a forma de suplementos alimentares, a opção mais sensata seria não tomá-los, especialmente se já sofreu de pedras nos rins."

Tradução/Adaptação: Emanuel Lima Oliveira
Revisão: Inês Barreiros
Fonte: Karolinska Institutet
Share:

Facebook

Sobre