Tempos difíceis para alguns vírus, resultado da mudança climática.


Vírus como os que causam um resfriado comum, são notoriamente resistentes e adaptáveis, mas terão de enfrentar sérias dificuldades de sobrevivência devido a mudanças bruscas de temperatura, que trará a mudança climática global nos próximos anos, a julgar pelos resultados de novas pesquisas, ao lado de muitas dificuldades para a humanidade são previstos como conseqüências da mudança climática global, os humanos parecem não obter qualquer benefício. 

Nos experimentos realizados por especialistas da Universidade de Yale, em New Haven , Connecticut, e Florida nos EUA, vírus simples foram sujeitos a alterações aleatórias de temperatura num intervalo de 8 graus centígrados. Verificou-se que não foram capazes de se adaptar a esta mudança em seu ambiente.
Dificilmente estudos que examinam com algum detalhe, como populações de vírus pode responder a mudanças bruscas de temperatura e padrões aleatórios previstos pela atual mudança climática .

Os vírus geralmente são rápidos para se adaptar às mudanças ambientais, como evidenciado pelo surgimento de novas cepas de vírus influenza em resposta humana à imunização contra cepas antigas. Assim, a equipe de Paul Turner, presidente do Departamento de Ecologia e Biologia Evolucionária da Universidade de Yale, assumiu que o vírus teria pouca dificuldade em lidar com mudanças bruscas de temperatura trazidos por fases futuras da mudança do clima global. 

No entanto, Turner e seus colegas estavam errados, na história natural da Terra como a conhecemos, mudanças de temperatura foram graduais, e os corpos tiveram tempo para ajustar as gerações.

Mas, como Turner argumenta, estamos entrando em um novo período em que ocorrem mudanças extremas de forma imprevisível e em um curto período de tempo, que questiona se há tempo suficiente para que certos organismos para se adaptarem.

Tradução/Adaptação: Fernando Góis
Source: NCYT

Share:

Facebook

Sobre