Bactéria E. coli produz biodiesel


Um grupo de  investigadores da Universidade de Exeter, com o apoio da empresa Shell, desenvolveu um método que faz a bactéria E. coli produzir biodiesel. O produto obtido é semelhante ao diesel convencional, pelo que  não necessita de ser misturado com produtos  petrolíferos,  como acontece, por exemplo, com o biodiesel das plantas oleosas.

“A produção de um  biocombustível comercial que possa ser usado sem a necessidade de modificar os veículos tem sido o nosso objectivo desde o início”, afirma John Love, Professor da Universidade de Exeter.  E acrescenta:  “Substituir o diesel convencional por um  biocombustível em  proporções comerciais seria um tremendo passo, no sentido em cumprir a meta de redução de gases de efeito de estufa em 80% até 2050”.

A bactéria E. coli transforma açúcar em gordura através de processos naturais para construir as suas membranas celulares, sendo este processo aproveitado para a produção de óleo natural. Até agora o biodiel foi produzido a uma escala laboratorial e ainda há obstáculos para superar, mas a equipa de Exeter garante que o trabalho de aperfeiçoamento vai continuar,  utilizando métodos  biotecnológicos avançados para explorar este novo método de criação de biocombustível.

Texto: Pedro Lino
Source: Eureka e ScienceDaily

Share:

Facebook

Sobre