Cientistas perto de desvendar a origem do câncer de mama

Tumor nasce a partir de mau funcionamento de células localizadas nos ductos mamários.

Uma pergunta que eternamente atormenta oncologistas e pesquisadores que investigam o câncer é como uma célula normal pode de repente começar a se multiplicar errado e dar origem a um tumor. Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira trouxe uma nova pista nesse sentido.

Cientistas nos Estados Unidos e no Canadá descobriram que uma classe de células precursoras da mama tem as extremidades dos cromossomos (estrutura que armazena o DNA ) muito curtas. Essa ponta, conhecida como telômero, é responsável, a grosso modo, por proteger o DNA. Se ele for muito curto, deixa a célula mais propensa a sofrer mutações, o que eventualmente pode levar ao desenvolvimento do câncer.


Para chegar ao resultado, a pesquisa contou com a análise de tecidos doados por mulheres que fizeram redução de mama, por motivos estéticos. A procura era justamente por células comuns e vulneráveis, assim como foi encontrado no estudo.

As células do ducto mamário, que originam o câncer, são formadas por células-mãe que se dividem em células chamadas de diferenciadas ou finais. Quando os telômeros das células finais perdem sua função (manter a estrutura do cromossomo, evitando que suas extremidades se juntem ou combinem com os outros), pode ocorrer um caos no ciclo que se segue.

Segundo os pesquisadores, a tentativa era de compreender a origem celular do câncer ( e não só do câncer de mama ) e os fatores que podem contribuir para seu desenvolvimento. Ou seja, olhar para a doença no ponto onde ela começa e enquanto ainda há tempo de agir. “O próximo passo é observar outros tecidos humanos para tentar descobrir se nossa conclusão é exclusiva para a mama ou também vale para outros tipos de câncer”, diz a cientista Connie Eaves.

Source: G1, ZeroHora, Info, OPovo e Época

Share:

Facebook

Sobre