Mutação é associada com aumento do peso e apetite em cães labradores

O sequenciamento dos genes de cães labradores identificou uma mutação onde os leva a ter maior tendência a obesidade. Esta mutação desencadeia maior adiposidade e a maior motivação por comida. Entre outras raças de cães, a mutação só foi encontrada no retrievers de pelo liso, onde está da mesma forma associada com a motivação por comida e o peso do corpo. A mutação é significativamente mais comum em labradores selecionados para funções de assistência do que em animais de estimação.

Em países desenvolvidos, de 34% a 59% dos cães desta raça estão acima do peso, o que pode reduzir sua expectativa/qualidade de vida, gerando patologias similares as humanas que sofrem de obesidade.

Em conclusão, foi observado que o peso e apetite em labradores e retrievers, pode influenciar outros traços comportamentais e que o alimento é muitas vezes usado como uma recompensa durante o treinamento, ressaltando que os labradores portadores desta variante genética poderiam ser mais motivados por esta retribuição.

Estudos mais aprofundados poderão fornecer novas informações sobre esta mutação e abre-se potenciais novas abordagens terapêuticas para algumas formas de obesidade canina.

Leia o estudo completo em Cell (em inglês)

Imagem Cell
Share:

Facebook

Sobre